[RESENHA] O Morro dos Ventos Uivantes
|
Título: O Morro dos Ventos Uivantes
Autor: Emily Brontë
Nº de Páginas: 200
Ano de Edição: 2009
Editora: Leya (Selo Lua de Papel)
Preço: R$29,90 (Compre aqui)
Nota: 10

SE O AMOR DELA MORRESSE, eu arrancaria seu coração do peito e beberia seu sangue. O livro favorito do casal do momento: Bella e Edward! Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. "Eu sou Heathcliff”, diz a apaixonada Cathy. O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais belas de todos os tempos, O morro dos ventos uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas, inclusive dos belos personagens de Stephenie Meyer.

Quando li as passagens citadas por Bella, na série Crepúsculo, não me passava pela cabeça que O Morros dos Ventos Uivantes seria um livro realmente bom. Afinal é um clássico e linguagem de época não me anima. Mas agora tudo mudou haha

Toda a história se passa no século XIX, na Inglaterra. Mas o cenário é pequeno, os personagens ou estão no Morro dos Ventos Uivantes ou na Granja dos Tordos, se não estão em um desses lugares estão na divisa. Apesar disso, tudo é muito intenso e envolvente.

A narrativa em grande parte é feita pela Sra. Dean, governanta da casa alugada por Mr. Lockwood. Ela presenciou quase tudo que aconteceu naquele lugar e conta com exclusividade a triste estória das pessoas que ali vivem e das que já deixaram de viver neste plano. E como o próprio Mr. Lockwood diz, ela sabe como contar uma história, cheia de detalhes e emoções que te prendem por inteiro.

Existem vários personagens que contribuem para o desfecho deste romance, mas o destaque está em Sr. Heathcliff, Catherine Earnshaw e Master Linton. Um triângulo amoroso de pessoas tão reais, mesquinhas, egoístas, mimadas, rancorosas, mas que acima de tudo amam. 

Eu fiquei me perguntando como as pessoas podem ser tão más, não acreditava que os personagens eram capazes de sentir algo bom por outra pessoa, mas as últimas páginas do livro me surpreenderam a ponto de lágrimas saírem dos meus olhos.

A história é um pouco intensa demais, com relacionamentos complexos e uma linguagem que você aos poucos vai se acostumando e compreendendo pelo contexto na frase. Por isso não acho que seja uma leitura rápida, demorei oito dias para terminar de ler, mas foi num ritmo perfeito.

Esse tipo de livro enriquece e muito nosso vocabulário. Recomendo que todos adquiram O Morro dos Ventos Uivantes porque é leitura obrigatória! E pelo que me disseram, a editora Lua de Papel traduziu com um vocabulário mais simples, então fica a dica.
xx



6 comentários:

Camyla disse...

Desde a reunião do clube, eu fiquei com muita vontade de ler esse livro, acho que vou compra-lo ;)

Karine Marinho disse...

Eu gostei muito desse livro! ele é tão, tão...
Eu li depois que eu li Crepésculo *---*
Beijos, Karine.
girlspoiled.blogspot.com

Carol disse...

Assim... sem querer sem grossar mas sendo, essa tradução é um lixo. Ela é editada e simplificada. Não é o livro....

Você disse que enriquece o vocabulário mas a tradução é simples... então não enriquece, não é? Vai ver você tava sendo sarcástica e eu que não peguei no ar... haha

@whosthanny disse...
@Carol Assim... eu comecei a ler em ebook porque não tinha o livro e a tradução era completamente diferente sim. Mas no final acho que dá no mesmo, a Lua de Papel só simplificou um pouco, mas continua tendo palavras complicadinhas. Mas não fui completamente irônica não x) quem quiser uma leitura mais profunda compre de outra editora hahaha

Obrigada pelo comentário sincero, beijos.

Nine Stecanella disse...

Fiquei bem empolgada com a resenha. Hehehe. Comprei esse livro na promoção do Submarino por R$9,90, claro que motivada pela Bella também. Estava em dúvida sobre ler logo ou deixar pra daqui um tempo, mas a curiosidade vai vencer.

Beijos!

Mariani disse...

Cathy: "Os meus maiores sofrimentos neste mundo têm sido os sofrimentos de Heathcliff; e eu vi e senti cada um deles desde o princípio, a minha grande preocupação na vida é ele. Se tudo mais desaparecesse e ele ficasse, eu continuaria a existir. E se tudo o mais ficasse, e ele fosse aniquilado, eu ficaria só num mundo estranho, incapaz de ter parte dele. O meu amor por ele parece-se com as rochas eternas que ficam debaixo do chão; uma fonte de felicidade pouco visível mas indispensável. Nelly, EU SOU Heathcliff! Ele esta sempre, sempre, na minha cabeça. Não como um prazer - porque eu também não sou um prazer para mim própria - mas como eu mesma. Portanto, não fales outra vez na nossa separação, pois é impossível..."

ADOREII
keria ver o filme (1992),

bjim para todos *--*

Deixe um comentário:

- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.
- Quer divulgar seu blog? Seja meu parceiro, entre em contato.
- Em breve retribuirei seu comentário.

Related Posts with Thumbnails