Resenha: Querido John
|

Título: Querido John
Autor: Nicholas Sparks
Nº Páginas: 276
Ano Edição: 2010
Editora: Novo Conceito
Nota: 9,5





Sinopse
Nicholas Sparks, autor número 1 de best-sellers, traz agora uma história inesquecível de um jovem que tem que tomar a decisão mais difícil de sua vida, em nome de seu grande amor.
“Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar. 
Eu estava no twitter e na minha timeline apareceram vários RTs falando sobre o Querido John e sobre um sorteio, foi assim que ganhei meu exemplar, um kit na verdade. No kit vem uma caixinha de lenços e acho que ela deveria ser um item indespensável ao comprar o livro.
Querido John é um romance que vai emocionar todas as pessoas que o lerem, não por se tratar de um romance, mas por ser uma verdadeira história de amor e por verdadeira eu digo real. John e Savannah se conhecem durante o verão, jovens que não buscavam de forma alguma o amor, mas ele de alguma forma encontrou o casal A relação entre os dois é tão surreal que é como se eles se conhecessem há anos, eles vivem aquela paixão ardente cheia de promessas, com a certeza de que foram feitos um para o outro. Mas John é do exército e precisa voltar para sua base na Alemanha, Savannah o encoraja a ir, afirmando que o amor deles pode superar a distância, prometendo escrever cartas e sempre pensar nos bons momentos que passaram juntos ao olhar a lua cheia.
Quando tudo parece ficar certo para o casal, acontece o 11 de setembro e John se sente no dever de ajudar seu país em tempos tão difíceis. Como se isso não bastasse, ele tem que ser forte para com seu pai doente, seu único parente vivo e que antes eram como estranhos perto do outro, mas com a ajuda de Savannah eles conseguem criar uma relação de amizade. 
As cartas trocadas cheias de amor e esperanças começam a mudar aos poucos... Os anos se passam e é perceptível o quanto amadureceram, é possível ver nas expressões as marcas deixadas pela dor do mundo real, eles são humanos e nem tudo é perfeito, mas o amor está ali. John se depara com uma nova Savannah e tem que tomar uma decisão. Qual a maior prova de amor que se dá à alguém que ama? 
Qual o significado do verdadeiro amor? O que significa amar verdadeiramente uma pessoa?
Chorei muito com o livro, além do romance de John e Savannah o autor também explora a relação familiar dos seus personagens, os laços entre pais e filhos, marido e mulher. E sempre tem algo que acabamos nos identificando seja qual for sua história de vida, isso é um fato.
Adorei a Savannah, apesar dela cometar uns deslises durante a história, ela é uma garota amável, sincera, alegre e cheia de vida. Acho que todas as garotas deviam se inspirar o pouco no modo de ser dela, pelo bem de todos rs

Você já leu Querido John? Se não, tá esperando o que? ♥
xx



2 comentários:

Lígia Paulino ♥ †•☆ disse...

Nossa adorei a resenha é no twitter o que mais vejo é o pessoal comentando sobre o livro e estou com uma vontade tremenda de ler.. mais atualmente ando com uma boa bagagem de leitura asuasuasu =D mais ele está na minha lista de proximos livros a serem comprado =)

Ceile disse...

Own. Este livro é meu preferido do Nicholas... Chorei mto também, e fiquei com raiva da Savannah pela "escolha", mas tb fiquei com raiva do John por não ter "aparecido" pra ela no final... Nossa, eu queria uma continuação rsrs. Divórcios acontecem, né? rs Fui egoísta a ponto de desejar que Tim morresse =S
Mas (acho) que superei =D

Bjoos!
estejali.blogspot.com

Deixe um comentário:

- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.
- Quer divulgar seu blog? Seja meu parceiro, entre em contato.
- Em breve retribuirei seu comentário.

Related Posts with Thumbnails